Wishlist
R$ 0,00
0 item(s)

Você não tem itens no seu carrinho de compras.

camille-kachani
Camille Kachani
Comprando Por

Produto adicionado no carrinho x

Camille Kachani

Camille Kachani

Camille Kachani

  • "Sem título", 2010 | Obra que faz parte do acervo permanente do MAC/Niteroi - RJ
  • "One fucker", 2006 | 14° Bienal Internacional de Nancy, França
  • "One father", 2006 | 14° Bienal Internacional de Nancy, França
  • "One dealer", 2006 | 14° Bienal Internacional de Nancy, França
  • "Solilóquio" | 2019 | Zipper Galeria, São Paulo, SP

Camille Kachani

4 Iten(s)

   

  1. "Humanidade fantástica"

    Camille Kachani

    “Humanidade fantástica se insere na série de trabalhos que remetem à minha infância, no Líbano da guerra civil da década de 1970. No caso, as granadas, objetos de uma esfera exterior, se opõem ao livro que aparece em Cognitio Enim Fames, este pertencente à uma esfera privada e familiar. Ambos os mundos se opõem e convivem ao mesmo tempo, como a enfatizar que continuamos a viver e amar, mesmo em meio a uma guerra.” Camille Kachani  A obra é numerada, assinada e vem acompanhada de certificado de autenticidade.

    Disponibilidade: Em estoque

    • Escultura
    • Data 2016
    • Técnica técnica mista
    • Dimensões (A x L x P) 50 x 28 x 10 cm
    • Edição 10
    R$ 5.600,00
  2. "Sem título"

    Camille Kachani

    A obra "Sem título" foi feita especialmente para a Carbono e trata-se de uma reconstrução de elementos pinçados da memória e infância do artista no Líbano em guerra. Elementos da esfera privada , alguns ligados a religiosidade (piões, manuscritos etc) e outros como a xícara de café e o tapete, se mesclam a elementos externos como a capa do passaporte iraniano com o qual o artista imigrou, os carimbos na parede e o documento de entrada no Brasil na moldura. Tal conjunto forma uma narrativa aberta dentro de um espaço cuja natureza está entre um móvel e um cômodo. A obra vem acompanhada de certificado de autenticidade assinado pelo artista.

    Disponibilidade: Em estoque

    • Escultura
    • Data 2016
    • Técnica técnica mista
    • Dimensões (A x L x P) 25 x 22 x 21 cm
    • Edição 8
    R$ 9.000,00
  3. "Sem título"

    Camille Kachani

    A obra "Sem título" foi feita especialmente para a Carbono e remete ao legado da colonização portuguesa/católica no Brasil. O artista discursa visualmente sobre uma civilzação estrangeira que foi erguida utilzando como amálgama ou "cimento" o trabalho dos povos indígenas que habitavam o Brasil e, também, dos escravos negros trazidos da África. Segundo o artista, o conceito da série a qual esta obra pertence foi gestado em uma residência na qual ele participou em novembro de 2017 e dialoga diretamente com sua atual produção. A obra vem acompanhada de certificado de autenticidade assinado pelo artista.

    Disponibilidade: Em estoque

    • Escultura
    • Data 2016
    • Técnica técnica mista
    • Dimensões (A x L x P) 13 x 18 x 8 cm
    • Edição 10
    R$ 6.000,00
  4. "Fome de Conhecimento "

    Camille Kachani

    Nesta obra, Camille Kachani cria elementos que a natureza não proporcionaria, mas que existe potencialmente nela: a madeira. Mesmo artificial, a referência da madeira crescendo dentro de um livro, brotando dele e se alimentando de suas palavras, representa uma carga afetiva. Para o artista, é como se existisse algo semelhante entre a natureza e o ato de ler – uma forma de se alimentar com as palavras, necessitando de páginas para poder crescer. "Fome de conhecimento", ou "Cognitio enim fames" em latim, pode ser visto como uma manifestação ao ato de dar vida a objetos inanimados. A obra é numerada, assinada e vem acompanhada de certificado de autenticidade.

    Disponibilidade: Restam apenas 0

    • Escultura
    • Data 2015
    • Técnica técnica mista
    • Dimensões (A x L x P) 28 x 15 x 25 cm
    • Edição 10
    CONSULTE DISPONIBILIDADE

Camille Kachani

4 Iten(s)

   

Beirute (Libano), 1963 | Vive e trabalha em São Paulo (SP), Brasil

O trabalho de Camille Kachani mescla fotografia, colagem e escultura, para falar sobre conceitos como identidade e pertencimento, a partir de referências auto-biográficas, e de como estes se formam a partir da aquisição de cultura, ou seja, como a identidade é construída/dissolvida, num eterno movimento.

Este movimento é baseado também na cultura midiática de estímulos, principalmente visuais, que recebidos exaustivamente no dia-a-dia. O bombardeio de informações passa a impor ao indivíduo uma espécie de captação seletiva, abrindo mão da contemplação. Na série Invisíveis, o artista apresenta objetos que são recorrentes no cotidiano e não são “processados” ao olhar do cidadão em trânsito. Carros usados, engradados de cerveja e cones de trânsito recebem um revestimento diferente, como a pelúcia, ou uma cor mais chamativa. O resultado é uma aproximação deste objeto esquecido.

Kachani faz sua produção em séries temáticas e se compromete fielmente a um período de produção se baseando nesta série. O uso de diferentes materiais torna possível seguir para uma nova série que lhe causa encantamento.

“São desenhos arquitetados por uma crença liberta da autonomia, ou dos dogmas construtivistas. O industrial, o estrutural e o funcional são completamente recobertos pela ficção, pelo efeito.” Marcelo Campos.

O artista tem obras nos acervos dos principais museus do Brasil. Entre as principais exposições destacam-se: MAC SP ; TRIO Bienal Internacional do Tridemensional/ Rio de Janeiro (2015) ; Anna Maria Niemeyer: um caminho, Paço Imperial/RJ (2013) ; Espelho Refletido, CC Helio Oiticica, RJ (2012) ; MAM/RJ (2010) ; MAC/PR, Paço das Artes/ SP (2008), XIV Biennale Internationale de Nancy, França (2006), MoLAA, EUA (2004). 

TOPO