Wishlist
R$ 0,00
0 item(s)

Você não tem itens no seu carrinho de compras.

cabelo
Cabelo
Comprando Por

Produto adicionado no carrinho x

Cabelo

Cabelo

Cabelo

  • “Da Banalidade Vol.1”|  2016 | Instituto Tomie Ohtake, São Paulo, SP “Da Banalidade Vol.1”| 2016 | Instituto Tomie Ohtake, São Paulo, SP
  • “La Mer”, 2009, instauração, Marujo Mascate, o retorno (na Por da Língua da Serpente), Mostra Absurdo | 7ª Bienal do Mercosul, Porto Alegre, RS | foto: Cristiano Sant’Anna “La Mer”, 2009, instauração, Marujo Mascate, o retorno (na Por da Língua da Serpente), Mostra Absurdo | 7ª Bienal do Mercosul, Porto Alegre, RS | foto: Cristiano Sant’Anna
  • “La Tente du Chaman (à beira do rio sonhei a serpente)” | 2016 | Sphères 9, Galleria Continua, Le Moulins, França “La Tente du Chaman (à beira do rio sonhei a serpente)” | 2016 | Sphères 9, Galleria Continua, Le Moulins, França
  • “Luz com Trevas” | 2018 | Espaço BNDES, Rio de Janeiro, RJ | foto: Pedro Agilson “Luz com Trevas” | 2018 | Espaço BNDES, Rio de Janeiro, RJ | foto: Pedro Agilson
  • “Sound Like Light” | 2012 | Galeria Marília Razuk, São Paulo, SP “Sound Like Light” | 2012 | Galeria Marília Razuk, São Paulo, SP
“Sound Like Light” | 2012 | Galeria Marília Razuk, São Paulo, SP

Cabelo

1 Iten(s)

   

  1. "Sem título"

    Cabelo

    A serigrafia sobre tecido que Cabelo produziu com exclusividade para a Carbono traz figuras sobre um tecido com estampa de pele de cobra. As letras se transformam em personagens, mesclando elementos essenciais de sua obra: a palavra e os seres fantásticos. Além da grafia e da estampa escolhida, o amarelo sobre o vermelho reforça a referência da cultura chinesa. Apesar das referências, o sentido do trabalho é mantido aberto para diversas leituras. A edição vem acompanhada de certificado de autenticidade numerado e assinado.

    Disponibilidade: Em estoque

    • Gravura
    • Data 2014
    • Técnica serigrafia s/ tecido
    • Dimensões ( A x L) 50 x 48 cm
    • Edição 30
    R$ 3.500,00

Cabelo

1 Iten(s)

   

Cachoeira de Itapemirim (ES), 1967 | Vive e trabalha no Rio de Janeiro (RJ) Brasil

Cabelo é um artista que trabalha com diversas mídias. Realiza desenhos, pinturas, gravuras, fotografias, esculturas, instalações, performances, música e poesia. A palavra e as figuras são elementos essenciais de suas obras e muitas vezes são compostas juntas. Suas criações envolvem universos fantásticos e ao mesmo tempo fazem referência a situações poéticas e a fatos políticos. 

São frequentes as composições sobre tecidos diversos, incluindo voile, com figuras de formas singulares, muitas vezes misturadas a textos ou palavras soltas, que não necessariamente criam sentenças coerentes. São pistas, fragmentos de desenhos, aproximações de ideias. A palavra para Cabelo é também um desenho, uma peça gráfica a ser explorada em suas construções. Podemos encontrar em seus trabalhos figuras que são criadas a partir de palavras, como no caso da obra desenvolvida para a Carbono Galeria, em que figura e grafia se confundem.

Outro elemento essencial em seu trabalho é o som. O artista cria composições sonoras também em parceria com outros músicos como em ocasião da abertura da exposição "Humúsica", no Museu de Arte Moderna do Rio, em que seu heterônimo MC Minhoca realizou improvisos junto a DJ Esterco.

Cabelo teve suas obras expostas em exposições individuais, entre as quais se destacam: "Humúsica", no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (2012), "Nas Asas do Escaravelho Verde Ouro", na Marília Razuk Galeria de Arte, São Paulo (2008); "Mianmar Miroir, The Corridor", na Art Basel Miami (2006); "Imediações de Monte Basura", no Centre D'art Santa Monica, Barcelona (2005). Entre suas exposições coletivas destacam-se: Bienal do Mercosul 2009, Porto Alegre, "De Perto; De Longe", no Liceu de Artes e Ofícios, São Paulo (2008); 26ª Bienal Internacional de São Paulo, São Paulo (2004); "Violência e Paixão", no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro (2003); "Cote à Cote, Art Contemporain Du Brésil", no Musée d'Art Contemporain, Bordeaux, França (2001); "Cefalópode Heptópode", X Documenta de Kassel, no Museum Fridericianum, Kassel, Alemanha (1997).

Uma obra de destaque em sua carreira é a instalação Mianmar Miroir - The Corridor, realizada em ocasião da Art Basel Miami, em 2006. Nela, o artista parte da imagem dos gêmeos birmaneses Johnny e Luther Htoo, que ainda muito novos foram considerados dotados de poderes espirituais e passaram a liderar uma guerrilha responsável na luta contra a ditadura na Birmânia (atual Myanmar), e ocupa um contêiner com desenhos realizado em tecido. Imagens que remetem a uma ambientação relacionada ao universo oriental com figuras de buda, tartarugas, monstros e outros personagens fantásticos.

Jacopo Crivelli Visconti comenta sobre o artista: “Artista culto, que não esconde suas fontes, porém avesso a todo tipo de catalogação. Cabelo é tanto poliédrico quanto vulcânico. Figuras afloram e desaparecem: fragmentos de frases se sucedem na tela sem ambição de chegar a um sentido completo. Como em suas performances, o artista não dá ao expectador todas as chaves de leitura, mantém-no suspenso, a um passo de compreensão. A sua narração é uma sobreposição oracular e fragmentada de motivos e idéias.” (Jacopo Crivelli Visconti por ocasião da instalação “Mi casa su casa”, obra de Cabelo na 26ª Bienal de São Paulo).

TOPO