Wishlist
R$ 0,00
(0) item(s)

Você não tem itens no seu carrinho de compras.

waltercio-caldas
Waltercio Caldas
Comprando Por

Produto adicionado no carrinho x

Waltercio Caldas

Waltercio Caldas

Waltercio Caldas

  • Obra Obra "Meio espelho sustenido" | 2007
  • "Waltercio Caldas: O Ar Mais Próximo e Outras Matérias" | 2013 | Pinacoteca de São Paulo, SP
  • Obra Obra "Condutores de percepção" | 1969
Obra

Waltercio Caldas

3 Iten(s)

   

  1. "Decanter"

    Waltercio Caldas

    O diálogo constante com as possibilidades de representação do real e a natureza da arte estão presentes nos trabalhos de Waltercio Caldas e nos seus aparatos críticos face aos dilemas do mundo contemporâneo. Decanter trata do fenômeno da refração - o desvio angular entre os raios incidente e refratado, através de dispositivos da óptica geométrica. A refração é a mudança de velocidade da luz, que sofre variações em seu ângulo de incidência ao atravessar algo translúcido como a água. O que...

    Disponibilidade: Em estoque

    • Escultura
    • Data 2019
    • Técnica água, vidro, acrílico, fio de algodão e madeira
    • Dimensões (A x diâmetro) 50 x 20 cm
    • Edição 20 + 3PA
    R$ 30.000,00
  2. "Como imprimir sombras"

    Waltercio Caldas

    Waltercio Caldas tem desenvolvido livros de artista ao longo de sua trajetória artística e Como imprimir sombras é o mais recente deles. A obra, feita em acrílico moldado e gravado com os dizeres que a intitulam, foi elaborada com exclusividade para a Carbono Galeria.

    Disponibilidade: Sem estoque

    • Escultura
    • Data 2012
    • Técnica acrílico moldado e gravado
    • Dimensões ( A x L x P) 32 x 23 x 5 cm
    • Edição 40
    EDIÇÃO ESGOTADA
  3. "Panorama"

    Waltercio Caldas

    A obra de Waltercio Caldas provoca um estado de suspensão, já que não se oferece imediatamente ao espectador, mas espera dele uma boa relação de contemplação. Para ter a percepção do projeto que admira, este mesmo espectador deve trazer bagagens internas, e assim, assimila o que está sendo olhado. A constante limpidez das formas nos instiga visualmente e nos tranquiliza, mas ao mesmo tempo as obras nos fazem perguntas, às vezes com humor e às vezes com seriedade, e nos ensina a ver além da própria beleza da obra. Panorama, edição exclusiva do artista para a Carbono, consiste em duas peças de aço inox, uma apoiada e outra suspensa, presa ao teto por um anel também...

    Disponibilidade: Sem estoque

    • Escultura
    • Data 2015
    • Técnica aço inoxidável e pedra obsidiana
    • Dimensões (A x L x P) 63 x 33 x 33 cm
    • Edição 20 + 5PA
    EDIÇÃO ESGOTADA

Waltercio Caldas

3 Iten(s)

   

Rio de Janeiro (RJ), 1946 | Trabalha no Rio de Janeiro (RJ), Brasil.  

A partir de uma extensa e consistente produção, que tem início nos anos 1960, Waltercio Caldas torna-se um dos artistas brasileiros mais importantes da atualidade. Sua obra integra coleções de instituições como Centre Pompidou (França), Museum of Modern Art – MoMA (EUA), MAM – Museu de Arte Moderna de São Paulo e do Rio de Janeiro, Instituto Inhotim, além de outras coleções institucionais e particulares em todo o mundo. Entre as exposições de que o artista participou, destacam-se as 19ª, 20ª e 23ª edições da Bienal de São Paulo, 47ª e 52ª edições da Bienal de Veneza, Documenta 9, em Kassel, e 6ª Bienal do Mercosul.

Sua trajetória começa quando tem aulas com o artista Ivan Serpa, no MAM do Rio de Janeiro, em 1965. Poucos anos depois, em 1969, Waltercio cria seus primeiros e icônicos objetos-caixa, que irão delinear toda a pesquisa estética que o artista empreenderá a partir de então. Os Condutores de percepção (1969) serão seguidos por trabalhos como "As 7 estrelas do silêncio" (1970) e "Centro de razão primitiva" (1970).

A partir dos anos 1970, Waltercio Caldas consolida-se na cena artística brasileira e aproxima-se de críticos como Ronaldo Brito, que escreve seu primeiro livro, "Aparelhos", em 1979. Passa a integrar a coleção de Gilberto Chateaubriand em 1971 e tem sua primeira exposição individual em 1973.

Segundo Brito, o trabalho do artista aborda a arte “como exercício de linguagem e como jogo, indagando-se sobre as suas significações”. Dos anos 1980 em diante, Waltercio irá sedimentar o conjunto de sua obra dentro dessa proposta, trazendo questões que ainda hoje permeiam sua produção. A obra do artista inclui esculturas, objetos, instalações e desenhos, além de projetos editoriais, de arte pública e de arte gráfica. 

TOPO