Wishlist
R$ 0,00
0 item(s)

Você não tem itens no seu carrinho de compras.

edgard-de-souza
Edgard De Souza
Comprando Por

Produto adicionado no carrinho x

Edgard De Souza

Edgard De Souza

Edgard De Souza

  • “Edgard de Souza” | 2018 | Galeria Vermelho, São Paulo, SP | foto: Edouard Fraipont “Edgard de Souza” | 2018 | Galeria Vermelho, São Paulo, SP | foto: Edouard Fraipont
  • "Histórias da Infância" | 2016/2017 | MASP, São Paulo, SP
  • 2016 | Instituto Figueiredo Ferraz (IFF), Ribeirão Preto 2016 | Instituto Figueiredo Ferraz (IFF), Ribeirão Preto
2016 | Instituto Figueiredo Ferraz (IFF), Ribeirão Preto

Edgard De Souza

1 Iten(s)

   

  1. "Apoio"

    Edgard De Souza

    A obra "Apoio", do artista Edgard de Souza, é uma pequena almofada quadrada de veludo que pode ficar pendurada na parede. Remetendo a sua série "Conforto", as almofadas têm seu lugar e posição ressignificados - o artista desloca almofadas que parecem provindas de cadeiras e que deveriam oferecer aconchego e bem-estar ao status de escultura. O múltiplo foi criado com exclusividade para a Carbono Galeria, e acompanha uma caixa desenhada pelo artista. A edição vem acompanhada de certificado de autenticidade numerado e assinado pelo artista.

    Disponibilidade: Em estoque

    • Escultura
    • Data 2013
    • Técnica veludo sobre espuma de poliuretano
    • Dimensões 18 x 18 x 3 cm (A x L x P)
    • Edição 60
    R$ 2.200,00

Edgard De Souza

1 Iten(s)

   

São Paulo (SP), 1962 | Trabalha em São Paulo (SP), Brasil.  

O conjunto da obra de Edgard de Souza compõe-se de esculturas, objetos, fotografias, desenhos e pinturas, situando-o como um dos artistas mais importantes de sua geração. Entre suas exposições de destaque estão a 24ª Bienal de São Paulo, a retrospectiva na Pinacoteca do Estado de São Paulo e a individual no Museu de Arte da Pampulha, em Belo Horizonte. A obra integra, entre outras, a coleção do Instituto Inhotim e a do MAM – Museu de Arte Moderna de São Paulo.

Edgard de Souza, em seu período de formação, estudou com Nelson Leirner, o que contribuiu para sua aproximação da arte conceitual nos anos 1980. Interessa-se principalmente por questões ligadas ao corpo e à sua representação. Em suas esculturas, é frequente a presença do corpo esculpido em bronze ou madeira, em obras figurativas ou transfigurações, como, por exemplo, troncos unidos sem cabeça. Assim, diversas questões da corporeidade humana atravessam a produção do artista, resultando em trabalhos que pensam o autorretrato e a organicidade, e onde se podem observar partes do corpo, secreções, pelos, pele.

Para o crítico Carlos Basualdo, “Edgard de Souza parece esforçar-se por arrancar, por meio do exercício plástico que constitui a realização destas esculturas, as qualidades do corpo da sua base material. Mas a corporalidade, enquanto molde virtual das possíveis permutações do corpo, não se deixa separar docilmente do seu continente habitual”. 

 

 
TOPO