Wishlist
R$ 0,00
(0) item(s)

Você não tem itens no seu carrinho de compras.

jaques-faing
Jaques Faing
Comprando Por

Produto adicionado no carrinho x

Jaques Faing

Jaques Faing

Jaques Faing

  • "OLHARencaixa" | 2011 | acervo do MAC USP - Museu de arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, SP
  • Série “GIRACORPOGIRA” | 2005 | acervo do MNBA RJ - Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro, RJ Série “GIRACORPOGIRA” | 2005 | acervo do MNBA RJ - Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro, RJ
Série “GIRACORPOGIRA” | 2005 | acervo do MNBA RJ - Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro, RJ

Jaques Faing

1 Iten(s)

   

  1. "Série pedras"

    Jaques Faing

    Jaques Faing transforma fotos em objetos tridimensionais envolvendo-as com uma caixinha metálica. Fotos de pedras são tiradas de muito perto, para evidenciar sua textura e forma, a tal ponto que se assemelham a corpos nus.As curvas destes supostos corpos são retratadas em cinco fotografias que não possuem organização ou ordem estabelecida. Ele deixa para o espectador a tarefa de formar conjuntos ou novas disposições.Como disse Natália Barros, “as pedras são puro rock and roll, movitam-se para não criar limo e, ampliam os significados, recriam-se, ‘pedras vivas’.” 

    Disponibilidade: Em estoque

    • Fotografia
    • Data 2016
    • Técnica fotografia jato de tinta em papel fine art e caixa de aluminio
    • Dimensões (A x L x P) 10 x 10 x 5 cm (cada)
    • Edição 30 + 2PA
    R$ 3.800,00

Jaques Faing

1 Iten(s)

   

Rio de Janeiro (RJ),1959 | Vive e trabalha no Rio de Janeiro (RJ), Brasil.

Engenheiro formado pela PUC-RJ, Jaques Faing estuda e investiga a linguagem fotográfica desde a adolescência.

Em seu trabalho busca subverter a questão da representação a partir do movimento, tanto pela maneira de gerar e captar imagens considerando o ato fotográfico uma performance, como pela utilização de suportes cinéticos para as imagens que produz. Constrói suportes para a fotografia fazendo com que a imagem se torne um objeto tridimensional.

Iniciou sua carreira na fotográfia com a exposição Paris 2 na Aliança Francesa em São Paulo 1994. Desde então, realizou mais oito exposições individuais com destaque para "Giracorpogira" na Pinacoteca do Estado de São Paulo em 2005, "Fotografias e esculturas do acervo do MAM" (São Paulo) e "Panoramas-SP" no MIS, ambas em 2004. Suas obras fazem parte dos acervos do MAC USP e MAM em São Paulo, MAR e do MNBA - Museu de Belas Artes, no Rio de Janeiro.  Recentemente, contou com a individua
l "Giracorpogira II", no  Museu Afro Brasil, São Paulo, em 2016.

TOPO