Wishlist
R$ 0,00
(0) item(s)

Você não tem itens no seu carrinho de compras.

almandrade
Almandrade
Comprando Por

Produto adicionado no carrinho x

Almandrade

Almandrade

Almandrade

  • "Do poema visual à poética do plano e do espaço" | 2015 | Baró Galeria
  • "Do poema visual à poética do plano e do espaço" | 2015 | Baró Galeria
  • Instalação na exposição Instalação na exposição "Economia da Montagem: Monumentos, Galerias, Objetos" | 2012 | MARGS, Porto Alegre, RS
  • "Entre a Palavra e o Conceito" | 2015 | Galeria Roberto Alban, Salvador, BA
  • Escultura pública instalada no campus da UFBA | Salvador, BA Escultura pública instalada no campus da UFBA | Salvador, BA
Escultura pública instalada no campus da UFBA | Salvador, BA

Almandrade

4 Iten(s)

   

  1. "HomeMulher"

    Almandrade

    O poema "HomeMulher" de Almandradre, apesar de ter sido concebido nos anos 1970, levanta questões que são bastante pertinentes na atualidade. O artista-poeta propõe uma fusão semântica e plástica de duas palavras que significam respectivamente masculino e feminino. A letra M, que finaliza uma palavra e inicia a outra, é colocada no centro do poema com a função simultânea de separar e unir os dois substantivos. Realizado em diferentes suportes ao longo de sua trajetória, HomeMulher se torna aqui um poema-objeto tridimensional de parede, uma espécie de livro espacial instigan...

    Disponibilidade: Em estoque

    • Escultura
    • Data 2018
    • Técnica fórmica, tecido e cola de contato
    • Dimensões (A x L) 30 x 40 cm
    • Edição 15 + 3PA
    R$ 9.000,00
  2. "LIÇÃO DE SEMIÓTICA"

    Almandrade

    Originalmente concebido como uma pintura, datada de 1978, "LIÇÃO DE SEMIÓTICA" é um obra que possui impressa a identidade artística e poética de Almandrade. O uso econômico de cores, formas e palavras a partir de um trocadilho inteligente de múltiplos sentidos são características recorrentes em suas obras. Em "LIÇÃO DE SEMIÓTICA", o artista utiliza semanticamente as duas partes da palavra cuja a união é a base essencial das rupturas poéticas. As preocupações simultâneas visual e sonora, do significante, somada a verbal, do significado, se relacionam diretamente com os movimentos de poesia expandida, como a poesia concreta brasileira e seus desdobramentos nacionais na p...

    Disponibilidade: Em estoque

    • Gravura
    • Data 2018
    • Técnica serigrafia
    • Dimensões ( A x L) 60 x 40 cm
    • Edição 12 + 3 PA
    R$ 3.000,00
  3. "LIVRO / LIVRE"

    Almandrade

    Originalmente concebido como uma pintura, datada de 1981, "LIVRO / LIVRE" é um obra que possui impressa a identidade artística e poética de Almandrade. O uso econômico de cores, formas e palavras a partir de um trocadilho inteligente de múltiplos sentidos são características recorrentes em suas obras. Em "LIVRO / LIVRE" o artista cria uma cacofonia poética a partir de um exercício simples em que troca uma única letra da palavra para transformá-la em outra, de sonoridade semelhante. A semântica sugere um meta-poema-visual que se reafirma como obra arte e propõe verbal e visualmente, uma poesia liberta do suporte livro.

    Disponibilidade: Em estoque

    • Gravura
    • Data 2018
    • Técnica serigrafia
    • Dimensões ( A x L) 60 x 40 cm
    • Edição 12 + 3 PA
    R$ 3.000,00
  4. "seXos"

    Almandrade

    Pintor, escultor e poeta, Almandrade consegue, na presente proposta tridimensional de "seXos", reunir um pouco de cada uma destas suas vertentes. Como poeta, recorre a semântica reduzida de múltiplos sentidos de influência concreta, como escultor, se apropria da grafia e da letra "X" para estruturar a palavra como um objeto autoportante, e, como pintor, colore a peça em um composição de grande equilíbrio formal. Apesar de ter sido concebido em 1976, "seXos" se mantém atual com um discurso conectado a conceitos contemporâneos com relação às questões de gênero. A ediç&at...

    Disponibilidade: Em estoque

    • Escultura
    • Data 2018
    • Técnica acrílico
    • Dimensões (A x L x P) 40 x 30 x 18 cm
    • Edição 15 + 3PA
    R$ 8.000,00

Almandrade

4 Iten(s)

   

São Felipe (BA), 1953 | Vive e trabalha em Salvador (BA), Brasil.

 Artista plástico, arquiteto, mestre em desenho urbano, poeta e professor de teoria da arte das oficinas de arte do Museu de Arte Moderna da Bahia e Palacete das Artes. Participou de várias mostras coletivas, entre elas: XII, XIII e XVI Bienal de São Paulo; "Em Busca da Essência" - mostra especial da XIX Bienal de São Paulo; IV Salão Nacional; Universo do Futebol (MAM/Rio); Feira Nacional (S.Paulo); II Salão Paulista, I Exposição Internacional de Escultura Efêmeras (Fortaleza); I Salão Baiano; II Salão Nacional; Menção honrosa no I Salão Estudantil em 1972. Integrou coletivas de poemas visuais, multimeios e projetos de instalações no Brasil e exterior.

Realizou cerca de trinta exposições individuais em vários Estados. Tem trabalhos em vários acervos particulares e públicos, como: Museu de Arte Moderna da Bahia, Museu Nacional de Belas Artes (Rio de Janeiro), Museu da Cidade (Salvador) e Pinacoteca Municipal de São Paulo, Museu Afro (São Paulo), Museu de Arte do Rio Grande do Sul,  Brazil Godlen Art, Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães (Recife), Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul, Museu de Arte Contemporânea de Feira de Santana (Ba.), Centro Universitário de Cultura e Arte de Feira de Santana (Ba.), Galeria ACBEU de Salvador, Museu de Arte Abraham Palatnik (Natal), Museu de Arte do Rio de Janeiro, Museu Nacional (Brasília).

Suas obras estão presentes em acervos de importantes instituições, entre elas: Museu de Arte Moderna da Bahia, Museu Nacional de Belas Artes (Rio de Janeiro), Museu de Arte do Rio de Janeiro, Pinacoteca Municipal de São Paulo, Museu Afro (São Paulo), Museu Nacional de Brasília, Museu da Cidade (Salvador), Museu de Arte do Rio Grande do Sul, Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul, Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães (Recife), Museu de Arte Abrham Palatinik (Natal), Museu de Arte Contemporânea de Feira de Santana (Bahia), Museu de Arte Moderna de São Paulo e Fundação Vera Chaves Barcelos.

 
TOPO