Wishlist
R$ 0,00
(0) item(s)

Você não tem itens no seu carrinho de compras.

jose-patricio
José Patrício
Comprando Por

Produto adicionado no carrinho x

José Patrício

José Patrício

José Patrício

  • Expansão múltipla, Projeto octógono Arte Contemporânea | 2008 | Pinacoteca do Estado de Sֶão Paulo, Sֶão Paulo, SP | Foto: Flávio Lamenha Expansão múltipla, Projeto octógono Arte Contemporânea | 2008 | Pinacoteca do Estado de Sֶão Paulo, Sֶão Paulo, SP | Foto: Flávio Lamenha
  • Precisão e Acaso | 2017 | Museu do Estado de Pernambuco, Recife, PE | Foto: Francisco Baccaro Precisão e Acaso | 2017 | Museu do Estado de Pernambuco, Recife, PE | Foto: Francisco Baccaro
  • Geometry of chance | 2023 | Nara Roesler, Nova York, E.U.A. Geometry of chance | 2023 | Nara Roesler, Nova York, E.U.A.
  • Infinitos outros | 2023 | Galeria Nara Roesler, Rio de Janeiro, RJ Infinitos outros | 2023 | Galeria Nara Roesler, Rio de Janeiro, RJ
Infinitos outros | 2023 | Galeria Nara Roesler, Rio de Janeiro, RJ

José Patrício

1 Iten(s)

   

  1. "Vanitas venezia - Puzzle"

    José Patrício

    As vanitas são expressões artísticas vinculadas a um universo simbólico que remete a questões relacionadas à vaidade e aos prazeres terrenos, à efemeridade da vida e à finitude do ser humano. A caveira é um dos símbolos relacionados às vanitas e vem sendo largamente utilizado nas artes visuais. Esse múltiplo, produzido para a Carbono Galeria, tem como ponto de partida a imagem de uma caveira que fotografei em zoom em uma fachada existente no Grande Canal, em Veneza. As peças de quebra-cabeças, que compõem a obra são um material que o artista vem utilizando h...

    Disponibilidade: Em estoque

    • Escultura
    • Data 2023
    • Técnica peças de quebra-cabeças de plástico sobre madeira
    • Dimensões (A x L) 63 x 42 cm
    • Edição 15 + 3PA
    R$ 13.000,00

José Patrício

1 Iten(s)

   

1960, Recife, Brasil | Vive e trabalha em Recife, Brasil.

 

José Patrício desenvolve experiências visuais a partir de combinações numéricas lógicas. Trabalhando com materiais comuns diversos, como dominós, dados, botões e pregos, o artista desloca o uso convencional do elemento para, aproveitando seu desenho e coloração, elaborar composições que se assemelham a pinturas ou apresentam um intenso caráter tonal. Sob a influência de importantes tendências e movimentos artísticos brasileiros, como a abstração geométrica e o Concretismo, o artista destaca o limite sutil entre ordem e caos, sugerindo que mesmo a mais rígida das fórmulas matemáticas possui uma dimensão expressiva em potencial.

Participou de bienais como: 8ª Bienal de La Habana, Havana, Cuba (2003); 3ª Bienal de Artes Visuais do Mercosul, Porto Alegre, Brasil (2001); e 22ª Bienal de São Paulo, São Paulo, Brasil (1994). Seu conhecido projeto Ars Combinatoria | 112 dominós foi um dos selecionados pelo edital Rumos Artes Visuais 1999/2000, sendo apresentado em diversas instituições brasileiras entre 2000 e 2004.

Possui obras em importantes coleções institucionais brasileiras e internacionais, como: Instituto Itaú Cultural, São Paulo, Brasil; Coleção Gilberto Chateaubriand – MAM-SP, São Paulo, Brasil; Coleção João Sattamini – MAC-Niterói, Niterói/RJ, Brasil; Fondation Cartier pour l’art contemporain, Paris, França; Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães (MAMAM), Recife, Brasil; e Pinacoteca do Estado de São Paulo, São Paulo, Brasil.

 

 

TOPO