Wishlist
R$ 0,00
(0) item(s)

Você não tem itens no seu carrinho de compras.

Produto adicionado no carrinho x
(cod. 10442)">
  • Gisele Camargo, série "Tabuleiro" Gisele Camargo, série "Tabuleiro"
  • Gisele Camargo, série "Tabuleiro" Gisele Camargo, série "Tabuleiro"
  • Gisele Camargo, série "Tabuleiro" Gisele Camargo, série "Tabuleiro"
  • Gisele Camargo, série "Tabuleiro" Gisele Camargo, série "Tabuleiro"
  • Gisele Camargo, série "Tabuleiro" Gisele Camargo, série "Tabuleiro"
  • Gisele Camargo, série "Tabuleiro" Gisele Camargo, série "Tabuleiro"
  • Gisele Camargo, série "Tabuleiro" Gisele Camargo, série "Tabuleiro"
  • Gisele Camargo, série "Tabuleiro" Gisele Camargo, série "Tabuleiro"
  • Gisele Camargo, série "Tabuleiro" Gisele Camargo, série "Tabuleiro"
  • Gisele Camargo, série "Tabuleiro" Gisele Camargo, série "Tabuleiro"
  • Gisele Camargo, série "Tabuleiro" Gisele Camargo, série "Tabuleiro"

Gisele Camargo +

"série "Tabuleiro"" (cód. 10442)

Seja o primeiro a avaliar este produto

  • Escultura
  • Data 2021
  • Técnica acrílica sobre madeira
  • Dimensões (A x L x P) 25 x 25 x 2,5 cm ou 50 x 25 x 2,5 cm
  • Edição

“Tabuleiro” é uma experiência de mundo que passa pela relação com a cor. Pequenos grupos amarelos e laranjas esboçam certa solaridade que atravessa a linguagem misteriosa e mais esmaecida de outros pequenos grupos do conjunto de trabalhos, que não possuem uma sequência cromática, mas alojam cores contrastantes em que a paleta se mistura numa pintura viva que segue fazendo passagens discursivas ao longo do processo. Toda a paisagem ao redor é transmutada para elementos iconográficos que se configuram como peças de um jogo do qual só saberemos o resultado no final: no ato da montagem uma nova pintura irá se esboçar.

No conjunto ocorre uma espécie de irradiação: blocos cinzas são rapidamente inundados por cores acesas como num gesto epifânico que abriga, ao mesmo tempo, todos os astros, a pulsação da natureza através de plantas ou animais sob nova configuração, a incadescência do sol e a opacidade da noite. Cada fragmento apenas alude o limite entre natureza e cultura e, no jogo proposto, há construção e também a escavação do abismo das coisas. No agrupamento do improvável há planetas,  curvas naturais da proporção áurea, cores distintas e formas que oscilam. Há beleza e assombro. Uma cosmologia própria é inventada no fazer e na tentativa perpétua de inscrever a órbita dos planetas, os órgãos estranhos, a potência das imagens, as dobras e redobras da matéria sob prismas e ângulos diferentes.

Bianca Coutinho Dias – psicanalista e crítica de arte

 

Produzidos durante o ano de 2021 e totalizando 180 pinturas, os trabalhos são uma continuidade da série "Construção", de 2018. As séries foram concebidas com o objetivo de arrecadar fundos para a construção do ateliê e residência artística Serra Morena, localizada na Serra do Cipó em Minas Gerais.

 

Consulte a Galeria sobre as edições disponíveis.

VALORES

R$ 3.000 - versão de 25 x 25 x 2,5 cm

R$ 5.000 - versão de 50 x 25 x 2,5 cm

Mais obras deste artista

Gisele Camargo

Rio de Janeiro (RJ),1970 | Vive e trabalha na Serra do Cipó (MG), Brasil.

A artista Gisele Camargo é formada em pintura pela EBA – UFRJ. O grande corpo do seu trabalho é a pintura, em todo o seu processo é possível notar uma racionalidade arquitetônica que organiza os elementos compositivos. Permeando questões como a da paisagem, do lugar e da própria arquitetura, mesmo quando o trabalho engloba outras téncicas como a fotografia, realizando colagens que podem ser confundidas com paisagens arquitetônicas inventadas, suas composições remetem à pinturas abstratas. 

Em 2013, recebeu o prêmio Arte Patrimônio / Honra ao Mérito do IPHAN, em 2012, recebeu a Bolsa de Apoio a Pesquisa e Criação Artística, Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro e, em 2011, o Prêmio Ibram de Arte Contemporânea. Em 2006 e 2003, recebeu o Prêmio Projéteis de Arte Contemporânea – Fundação Nacional de Artes - Rio de Janeiro. 

Entre as principais exposições individuais destacam-se: "Erosões", Central Galeria, São Paulo, 2019; "Luas, brutos e sóis" Galeria Periscópio e Luciana Caravello Arte Contemporânea, Rio de Janeiro, 2018; "Cápsulas e Luas", Paço Imperial, Rio de Janeiro, 2015; "Noite americana ou Luas Invisíveis" , Luciana Caravello Arte Contemporânea, Rio de Janeiro, 2014; "A Capital", Galeria IBEU, Rio de Janeiro, 2011; Prêmio Projéteis de Arte Contemporânea (2006), FUNARTE, Palácio Gustavo Capanema, Rio de Janeiro. 

Entre as principais exposições coletivas estão: "A Luz que vela o corpo é a mesma que revela a tela" , Caixa Cultural, Rio de Janeiro, 2017; "Gray Matters", Wexner Center for the Arts, Ohio State University, EUA, 2017; TRIO Bienal 2015, Rio de Janeiro; "Vértice – Coleção Sergio Carvalho", Museu Nacional dos Correios, Brasília, DF, 2015; "Cruzamentos – Arte Contemporânea Brasileira", Wexner Center for the Arts, Columbus, EUA, 2014; "Duplo Olhar – Coleção Sergio Carvalho" , Paço das Artes, São Paulo, 2014; "Dez anos do Instituto Tomie Ohtake", São Paulo, 2011; "O Lugar da Linha", Museu de Arte Contemporânea de Niterói (MAC-Niterói), Rio de Janeiro, e no Paço das Artes, São Paulo, 2010; "Nova Arte Nova" , Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro e São Paulo, 2008/2009; entre outras.

Galerias representantes

Periscópio Arte Contemporânea, Belo Horizonte

Galeria Luciana Caravello, Rio de Janeiro

Destaques da carreira

Gisele Camargo

  • Coletiva “Nova Arte Nova” | 2008 | Centro Cultural Banco do Brasil do Rio de Janeiro, RJ Coletiva “Nova Arte Nova” | 2008 | Centro Cultural Banco do Brasil do Rio de Janeiro, RJ
  • “Cruzamentos arte contemporânea brasileira” | 2014 | Wexner Center for the Arts, Columbus, EUA “Cruzamentos arte contemporânea brasileira” | 2014 | Wexner Center for the Arts, Columbus, EUA
“Cruzamentos arte contemporânea brasileira” | 2014 | Wexner Center for the Arts, Columbus, EUA
TOPO