Wishlist
R$ 0,00
0 item(s)

Você não tem itens no seu carrinho de compras.

Produto adicionado no carrinho x
  • Pendente, Rodrigo Sassi Pendente, Rodrigo Sassi
  • Pendente, Rodrigo Sassi Pendente, Rodrigo Sassi
  • Pendente, Rodrigo Sassi Pendente, Rodrigo Sassi
  • Pendente, Rodrigo Sassi Pendente, Rodrigo Sassi
  • Pendente, Rodrigo Sassi Pendente, Rodrigo Sassi
  • Pendente, Rodrigo Sassi Pendente, Rodrigo Sassi

Rodrigo Sassi +

"Pendente" (cód. 9197)

Seja o primeiro a avaliar este produto

  • Escultura
  • Data 2019
  • Técnica madeira, concreto e metal
  • Dimensões (A x L x P) 27 x 49 x 128 cm
  • Edição 12 + 3PA

DISPONIBILIDADE IMEDIATA

R$ 22.000,00
em até 10x de R$ 2.431,00*
ver parcelas
  • 1x de R$ 22.000,00
  • em até 2x de R$ 11.000,00
    sem juros no cartão de crédito
  • em até 3x de R$ 7.333,33
    sem juros no cartão de crédito
  • em até 4x de R$ 5.582,50*
  • em até 5x de R$ 4.532,00*
  • em até 6x de R$ 3.831,67*
  • em até 7x de R$ 3.331,43*
  • em até 8x de R$ 2.956,25*
  • em até 9x de R$ 2.664,44*
  • em até 10x de R$ 2.431,00*
"Pendente", título da edição de escultura criada exclusivamente para a Carbono, apropria-se do duplo sentido da palavra, suspensão e a não finalização, ou, o que aparentemente, se encontra ainda em processo. Com escala reduzida, "Pendente" cria uma relação com o interior, onde o design se torna o ponto de partida e fonte de inspiração para o múltiplo. A obra, feita de madeira, concreto e suspensa por duas hastes metálicas, se desenvolve sobre um eixo central que equilibra curvas secas, geométricas e precisas, contrastando sua harmonia e leveza compositiva com a rusticidade e precariedade do material utilizado. A edição vem acompanhada de certificado de autenticidade numerado e assinado pelo artista. A obra é a primeira edição desenvolvida para o projeto Edição do Colecionador, uma colaboração entre a colecionadora Maguy Etlin e o artista.

Rodrigo Sassi

São Paulo (SP), 1981 | Vive e trabalha em São Paulo (SP).

Visualmente influenciado por referências provenientes da cidade de São Paulo, o início da trajetória artística de Rodrigo Sassi é marcada pelo desenvolvimento e prática de intervenções urbanas, época em que vivenciou e utilizou a cidade como suporte de atuação, reflexão e inspiração para seus trabalhos. Com o passar do tempo esta pesquisa, até então realizada no cenário urbano, se transformou em referência estética e conceitual para um trabalho desenvolvido em atelie, hoje dedicado principalmente ao tridimensional, desdobrando-se para outros suportes.

Tendo como ponto de partida a arquitetura, o cenário urbano e processos relacionados à construção civil, as obras de Sassi assumem como poética de linguagem a relação entre estas áreas e as artes visuais, criando, a partir do uso de materiais e técnicas construtivas, esculturas e instalações que interferem e se integram ao espaço, criando sua própria arquitetura. Como consequência do uso de materiais encontrados nas ruas, seus trabalhos estão profundamente conectados com o ambiente local e podem ser vistos como uma extensão do espaço urbano de forma que as marcas e rastros remanescentes nas composições de suas obras situam o espectador em relação a sua história, ao percurso e ao processo de transformação da matéria.

Graduado em Artes Plásticas pela Fundação Armando Álvares Penteado - FAAP (2006), Rodrigo participou de algumas residências artísticas, entre elas CAMPO AIR no Urugay (2019), Sculpture Space nos Estados Unidos (2016) e Cité Internaciolnale des Arts de Paris (2014/2015) na França. Realizou exposições individuais em galerias e instituições, tanto no Brasil como no exterior, dentre elas  “Tríptico” na FAMA – Fábrica de Arte Marcos Amaro em Itu em 2019; “Esquinas que me atravessam” no Centro Cultural Banco do Brasil - São Paulo em 2018; “Mesmo com dias maiores que o normal” no Centro Cultural São Paulo em 2017; “Tudo aquilo que eu lhe disse antes mas nem eu sabia” na Red Bull Station  em 2016;  “In Between” que itinerou da Nosco Gallery em Londres para a MDM Gallery em Paris. Entre as mostras coletivas estão: The humble black line na Frameless Gallery em Londres em 2018, 6º Prêmio Marcantonio Vilaça no Mube em São Paulo e “La Republique de la Rue” na Nosco Gallery em Marseille na França, ambas em 2017. Em 2016 “Atlas Abstrato” no Centro Cultural São Paulo e Festival Vídeo Brasil, realizado no SESC Pompéia em São Paulo no ano de 2013.

Rodrigo Sassi recebeu prémios como Ocupação Fábrica São Pedro pela Fundação Marcos Amaro em 2018, Proac - ARTES VISUAIS - OBRAS E EXPOSIÇÕES em 2016, Programa de Ocupação dos Espaços da CAIXA Cultural em Brasília 2015 e em 2013 Prêmio Espaço Galeria SESI e Prêmio Funarte de Arte Contemporânea. Suas obras integram coleções de acervos como o do MAR – Museu de Arte do Rio e MAB – Museu de Arte Brasileira.

Galerias representantes

Central Galeria, São Paulo

Destaques da carreira

Rodrigo Sassi

  • “Corpo acomodado” |  2018 | Centro Cultural Banco do Brasil, São Paulo, SP “Corpo acomodado” |  2018 | Centro Cultural Banco do Brasil, São Paulo, SP
  • “Entre o céu e a terra, bolhas!” | 2013 | Paço das Artes, São Paulo, SP “Entre o céu e a terra, bolhas!” | 2013 | Paço das Artes, São Paulo, SP
  • “In between the way I see it and how it could have been” | 2015 |  Nosco/ Frameless Gallery, Londres, Inglaterra “In between the way I see it and how it could have been” | 2015 |  Nosco/ Frameless Gallery, Londres, Inglaterra
  • “Você consegue sentir o peso dos seus ossos” | 2017 | 6º Prêmio Marcantonio Vilaça, MUBE - Museu Brasileiro de Escultura e Ecologia, São Paulo, SP “Você consegue sentir o peso dos seus ossos” | 2017 | 6º Prêmio Marcantonio Vilaça, MUBE - Museu Brasileiro de Escultura e Ecologia, São Paulo, SP
  • "Tríptico" | 2019 | Fundação Marcos Amaro, Itu, SP
TOPO