Wishlist
R$ 0,00
0 item(s)

Você não tem itens no seu carrinho de compras.

Produto adicionado no carrinho x
  • Antonio Oba, Série: lapidário continental I e II (óbolo e minha boca é um túmulo) Antonio Oba, Série: lapidário continental I e II (óbolo e minha boca é um túmulo)
  • Antonio Oba, Série: lapidário continental I e II (óbolo e minha boca é um túmulo) Antonio Oba, Série: lapidário continental I e II (óbolo e minha boca é um túmulo)
  • Antonio Oba, Série: lapidário continental I e II (óbolo e minha boca é um túmulo) Antonio Oba, Série: lapidário continental I e II (óbolo e minha boca é um túmulo)
  • Antonio Oba, Série: lapidário continental I e II (óbolo e minha boca é um túmulo) Antonio Oba, Série: lapidário continental I e II (óbolo e minha boca é um túmulo)
  • Antonio Oba, Série: lapidário continental I e II (óbolo e minha boca é um túmulo) Antonio Oba, Série: lapidário continental I e II (óbolo e minha boca é um túmulo)

Antonio Obá +

"Série: lapidário continental I e II " (cód. 5862)

Seja o primeiro a avaliar este produto

  • Fotografia
  • Data 2016
  • Técnica impressão fine-art sobre papel hahnemühle photo rag baryta 315 g
  • Dimensões (A x L x P) 37 x 27 x 4 cm (cada)
  • Edição 10 + 3PA

DISPONIBILIDADE IMEDIATA

R$ 4.800,00
em até 10x de R$ 530,40*
ver parcelas
  • 1x de R$ 4.800,00
  • em até 2x de R$ 2.400,00
    sem juros no cartão de crédito
  • em até 3x de R$ 1.600,00
    sem juros no cartão de crédito
  • em até 4x de R$ 1.218,00*
  • em até 5x de R$ 988,80*
  • em até 6x de R$ 836,00*
  • em até 7x de R$ 726,86*
  • em até 8x de R$ 645,00*
  • em até 9x de R$ 581,33*
  • em até 10x de R$ 530,40*

"Série: lapidário continental I e II (óbolo e minha boca é um túmulo)"

O díptico consiste em duas imagens: "Óbolo" remete à estatuária artesanal africana que, não raro, utiliza conchas de búzios para fazer as vezes dos olhos em suas figuras humanas. Fora o caráter decorativo atribuído às tais conchas (como se vê na indumentária de Orixás), são elas também objetos divinatórios e de adivinhação usadas no jogo de búzios. 

Já em "minha boca é um túmulo", a geofagia está ligada ao costume de comer terra em algumas tribos africanas. No Brasil colonial, esse traço comportamental, que por vezes foi interpretado como um gesto simbólico, transformou-se em ato suicida de materialização de um banzo (termo que define a nostalgia mortal dos negros escravizados, a saudade da terra natal), posteriormente “controlado” pelo uso de medonhas máscaras anti-terra. 

A obra é assinada e vem acompanhada de certificado de autenticidade.

Antonio Obá

Ceilândia (DF), 1983 | Vive e trabalha em Taguatinga (DF), Brasil

Antonio Obá aborda em suas obras aspectos culturais relativos ao preconceito étnico, à religiosidade, erotismo, memórias familiares e como tais fatores sociais, constroem e desconstroem o corpo dos indivíduos. Desenhos, pinturas, objetos, instalações, performances, gravuras, o artista traz, ora figurativa, ora sublimada, a evidência do corpo: um rastro, um artefato, um gesto que insiste na resistência de ser, de se perceber estrutura demarcada por rituais, histórias, interdições, tradições. 

Graduado em Artes Visuais / licenciatura (2010), pela FADM – Faculdade de Artes Dulcina de Moraes, há mais de 10 anos trabalha na área de arte-educação e atua como professor em Artes Visuais pela Secretaria de Educação do Distrito Federal - Brasília - desde 2012, respondendo pela Regional de ensino da cidade de Taguatinga (DF). 

Artista visual, participa de exposições coletivas e individuais desde 2001, tendo obras em coleções particulares e expostas em salões locais e internacionais. Artista-membro do Centro Cultural Elefante, centro este que promove a experimentação poético-artística, bem como o fomento de projetos relacionados à prática e reflexão da arte por meio de residências, oficinas, exposições, cursos, etc.

Galerias representantes

Mendes Wood DM, São Paulo

Destaques da carreira

Antonio Obá

  • "Malungo" | 2019 | Parcours, Basel
  • "Sentinela" | 2019 |Mendes Wood DM, São Paulo, SP
TOPO