Wishlist
R$ 0,00
0 item(s)

Você não tem itens no seu carrinho de compras.

Produto adicionado no carrinho x
  • Mano Penalva, Quatro Quartos Mano Penalva, Quatro Quartos
  • Mano Penalva, Quatro Quartos Mano Penalva, Quatro Quartos
  • Mano Penalva, Quatro Quartos Mano Penalva, Quatro Quartos
  • Mano Penalva, Quatro Quartos Mano Penalva, Quatro Quartos
  • Mano Penalva, Quatro Quartos Mano Penalva, Quatro Quartos
  • Mano Penalva, Quatro Quartos Mano Penalva, Quatro Quartos

Mano Penalva +

"Quatro Quartos" (cód. 9293)

Seja o primeiro a avaliar este produto

  • Escultura
  • Data 2020
  • Técnica cerâmica e madeira
  • Dimensões (A x L x P) 90 x 87 x 15 cm
  • Edição 12 + 3PA

DISPONIBILIDADE IMEDIATA

R$ 7.200,00
em até 10x de R$ 795,60*
ver parcelas
  • 1x de R$ 7.200,00
  • em até 2x de R$ 3.600,00
    sem juros no cartão de crédito
  • em até 3x de R$ 2.400,00
    sem juros no cartão de crédito
  • em até 4x de R$ 1.827,00*
  • em até 5x de R$ 1.483,20*
  • em até 6x de R$ 1.254,00*
  • em até 7x de R$ 1.090,29*
  • em até 8x de R$ 967,50*
  • em até 9x de R$ 872,00*
  • em até 10x de R$ 795,60*

"Quatro Quartos" é uma escultura produzida em madeira e cerâmica. A base em madeira fixada na parede recebe um trabalho de marchetaria onde são dispostas quatro Quartinhas, vasos presentes nos cultos afro-brasileiros que conservam uma quantidade de água que não conseguimos ver, mas podemos imaginar. 

Um par de vasos com asas refere-se ao feminino e outro par de vasos sem asas ao masculino, de tal maneira que o expectador é convidado a habitar a peça da maneira que melhor convir, como uma casa. Quatro Quartos segue um corpo de trabalhos compostos a partir de deslocamentos de utensílios domésticos.

A edição vem acompanhada de certificado de autenticidade numerado e assinado pelo artista.

Mais obras deste artista

Mano Penalva

Salvador (BA), 1987 | Vive e trabalha em São Paulo (SP), Brasil.
 
O trabalho de Mano Penalva parte do estudo da Cultura Material, mudanças de comportamento e efeitos da globalização. Sua produção é deliberadamente não-representativa, permitindo que os materiais ditem a forma e unam-se a partir do desejo de existirem no mundo. A partir da relação das estratégias de venda do varejo, das suas experiências de coleta e da observação do campo que transita entre a Casa e a Rua, o artista trabalha com diferentes mídias como pintura, escultura, fotografia, vídeo e instalação, sempre em busca da poesia obtida pelo deslocamento dos objetos de seu contexto cotidiano. Assim, pode-se reconhecer uma quebra de fronteiras e uma linguagem globalizada a partir da natureza dos materiais e objetos que compõem seus trabalhos, seja na apropriação de uma iconografia nacional familiar ou na justaposição desta à outras iconografias de diversas partes do mundo, costurando discursos de cunho sócio-filosóficos que são evidenciados pelas formas dos objetos criados. Penalva realça com seus trabalhos a ideia que a exponencial proliferação de objetos e imagens não se destinam a treinar a percepção ou a consciência, mas insistem em fundir-nos com eles.

Dentre suas exposições individuais destacam-se: "Casa de Andar", Portas Vilaseca Galeria (Rio de Janeiro, Brasil, 2019); "Acordo", Central Galeria (São Paulo, Brasil, 2019); "Hasta Tepito", B[X] Gallery (Brooklyn, NY, 2018); "Requebra", Frédéric de Goldschmidt Collection (Bruxelas, Bélgica, 2018); "TRUK(?)", Soma Galeria (Curitiba, PR,  2018); "Proyecto para Monumento", Passaporte Cultural (Cidade do México, MX, 2017); "Andejos", Museu de Arte de Ribeirão Preto (Ribeirão Preto, SP, 2017); "Estado Sul", Camelódromo (Porto Alegre, RS, 2017); "Balneário", Central Galeria (São Paulo, SP, 2016); "Deslocamento", Qual Casa (São Paulo, SP, 2015), como parte do "Projeto Mesmo Lugar" do Jardim do Hermes.

Galerias representantes

Central Galeria, São Paulo

Portas Vilaseca Galeria, Rio de Janeiro

Destaques da carreira

Mano Penalva

  • "Acordo" | 2019 | Central Galeria, São Paulo, SP
  • "Casa de Andar" | 2019 | Portas Vilaseca Galeria, Rio de Janeiro, RJ
  • "Andejos" | 2017 | Museu de Arte de Ribeirão Preto (MARP), SP
  • "Acordo" | 2019 | Central Galeria, São Paulo, SP
TOPO