Wishlist
R$ 0,00
(0) item(s)

Você não tem itens no seu carrinho de compras.

shirley-paes-leme
Shirley Paes Leme
Comprando Por

Produto adicionado no carrinho x

Shirley Paes Leme

Shirley Paes Leme

Shirley Paes Leme

  • "Deux Artistes Brasiliense" | 1996 | Galeria Debret,Paris, França
  • "Quando atitudes (trans)formam" | 2014 | Galeria de Arte do Centro Cultural Minas, Belo Horizonte, MG
  • "Natureza Franciscana" | 2016 | Museu de arte moderna de São Paulo - MAM SP

Shirley Paes Leme

23 Iten(s)

   

  1. "Delicadeza"

    Shirley Paes Leme

    A edição “delicadeza”, assim como outras frases da artista, parte de um poema preexistente e possui essa conotação de que o mundo precisa mais de paciência, tolerância, generosidade e amor acima de tudo.    A edição é numerada, assinada e vem acompanhada de certificado de autenticidade numerado e assinado pela artista.

    Disponibilidade: Em estoque

    • Escultura
    • Data 2019
    • Técnica bronze
    • Dimensões (A x L x P) 42 x 15 cm
    • Edição 20 + 3PA
    R$ 9.000,00
  2. "Aberta para o mundo"

    Shirley Paes Leme

    Em “Aberta para o mundo” Shirley Paes Leme evoca lembranças de infância em um  campo de jacarandá-mimoso. A árvore, nativa do Brasil, possui flores que lembram as trompas de falópio do órgão reprodutor feminino e seu fruto a forma de uma vagina. As cascas dessa árvore possuem propriedades antissépticas e antibióticas utilizadas para curar feridas. Prefigurando a dinâmica dos ciclos vitais, de nascimento e morte, a obra, aponta para a interrupção do curso da natureza, por meio das catástrofes ambientais, sem com isso alimentar qualquer fantasias idílic...

    Disponibilidade: Em estoque

    • Escultura
    • Data 2020
    • Técnica bronze
    • Dimensões (A x L x P) 14 x 26,5 x 35,5 cm
    • Edição 20 + 2PA
    R$ 13.000,00
  3. "Eu Acredito em Tudo que Eu Crio"

    Shirley Paes Leme

    “Eu Acredito em Tudo que Eu Crio” se relaciona com a ideia que a artista acredita pem tudo que  cria e também se relaciona com a imaginação, pois você pode acreditar numa ideia que inventa e que não necessariamente é real ou verdadeira que você acredita naquilo em que quer acreditar, sendo esta verdade absoluta do crer uma espécie de ficção. A edição é numerada, assinada e vem acompanhada de certificado de autenticidade numerado e assinado pela artista.

    Disponibilidade: Em estoque

    • Escultura
    • Data 2019
    • Técnica bronze
    • Dimensões (A x L x P) 120 x 12 cm
    • Edição 20 + 3PA
    R$ 16.000,00
  4. "Eu sou mistério"

    Shirley Paes Leme

    A edição "Eu sou mistério" foi desenvolvida pela artista em 2020 e é comporta por um rolo de 12 metros de etiqueta de tecido. É uma edição que pode ser exibida como objeto na parede ou se tornar interativa, sendo cortada em pedaços e distribuída. A edição vem acompanhada de certificado de autenticidade numerado e assinado pela artista.  

    Disponibilidade: Em estoque

    • Escultura
    • Data 2020
    • Técnica etiqueta de tecido
    • Dimensões (A x L x P) 12m
    • Edição 18 + 2PA
    R$ 3.000,00
  5. "Garranchos"

    Shirley Paes Leme

    “Garranchos” é um trabalho elaborado com 29 gravetos que em conjunto compõe os signos de uma escrita enigmática, explorando questões de linguagem, identidade e memória. Componente frequente da produção da artista, a escrita aparece aqui em sua acepção primordial, como uma ideia ou expressão de conteúdos “comunicáveis”. Um sentido que alude a essência da linguagem na direção apontada pelo filósofo Walter Benjamim quando interroga: “O que comunica a linguagem? Toda linguagem comunica-se a si mesmo”. “Garranchos” &...

    Disponibilidade: Em estoque

    • Instalação
    • Data 1985/2020
    • Técnica bronze
    • Dimensões (A x L x P) 80 x 100 x 45 cm
    • Edição 10 + 3PA
    R$ 20.000,00
  6. "Microscópio"

    Shirley Paes Leme

    A frase "pingo de sol", faz parte da obra Microscópio, conjunto constituído de peças fundidas em bronze, que propõe significados relativos a uma fusão entre a percepção da natureza e as experiências da vida cotidiana, e a um olhar sobre o mundo que precede a leitura para dar lugar ao sentido das coisas. O trabalho parte do interesse de Shirley Paes Leme nas pequenas coisas do cotidiano, no insignificante, no ínfimo, no micro, como instumento para moldar um olhar que decodifica e ressignifica o macro. A obra é assinada e vem acompanhada de certificado de a...

    Disponibilidade: Em estoque

    • Escultura
    • Data 2018
    • Técnica bronze
    • Dimensões ( A x L) 12 x 45 cm
    • Edição 20 + 3PA
    R$ 11.000,00
  7. "Mundo da Arte"

    Shirley Paes Leme

    "Mundo da Arte" é um trabalho de Shirley Paes Leme realizado em 2004, em memória ao alambique da fazenda do avô da artista. O alambique continua ativo e, mesmo não fazendo mais parte da família da artista, ela conseguiu fabricar 3 tipos de cachaças diferentes para realizar esta obra que é sobre o mundo da arte e suas relações: entre os museus, colecionadores, galerias, curadores, artistas e espectadores.  A obra faz uma alusão à cachaça como objeto de oferenda mas, neste caso, a reverência é à figuras ou instituições do mundo da arte. A edi&ccedi...

    Disponibilidade: Em estoque

    • Escultura
    • Data 2004
    • Técnica cachaça
    • Dimensões (A x L x P) 38 x 8 x 28 cm (caixa com 3 garrafas)
    • Edição
    R$ 2.000,00
  8. "Ninguém entra no mesmo Rio"

    Shirley Paes Leme

    A edição "Ninguém entra no mesmo Rio" é pautada na analogia do pensamento de Heráclito de que “não é possível entrar duas vezes no mesmo rio”, já que a água que corre agora sempre será diferente daquela que passou. Homenagem à cidade do Rio de Janeiro, onde ninguém entra nela do mesmo jeito que ela estava ontem, condição análoga à evolução da vida. A edição é numerada, assinada e vem acompanhada de certificado de autenticidade numerado e assinado pela arti...

    Disponibilidade: Em estoque

    • Escultura
    • Data 2019
    • Técnica bronze
    • Dimensões (A x L x P) 112 x 15 cm
    • Edição 20 + 3PA
    R$ 16.000,00
  9. "Ovos de ouro"

    Shirley Paes Leme

    Partindo de uma pesquisa acerca da história do ouro na época do Brasil colônia, o trabalho “Ovos de ouro” trafega por uma matriz conceitual que relacionam a esfera do visível com a palavra. Em “Ovos de ouro”, o elemento imediato da visualidade é o metal amarelo tão desejado e negociado quanto objeto de cobiça do garimpo predatório. Entretanto, é o jogo de palavras estabelecido entre o objeto da visão e aquilo que sabemos sobre o sentido atribuído à construção semântica emquestão, que posiciona a obra na rota das ...

    Disponibilidade: Em estoque

    • Escultura
    • Data 2014
    • Técnica pedra e folha de ouro
    • Dimensões (A x L x P) 31,5 x 12 x 9 cm
    • Edição 12 + 1PA
    R$ 15.000,00
  10. "Palavras são corpos transparentes à p..."

    Shirley Paes Leme

    Em “Palavras são corpos transparentes à procura de um arco-íris”, objeto translúcido que sugere um estado solidificado a partir de uma materialidade inicialmente líquida, a implicação do movimento empreendido pela Palavra na sua busca pela cor, indica a enunciação própria de um ato de criação, o momento do nascimento da poética contida na experiência desse instante.A obra, concebida a partir de uma exposição individual no Museu Vale em 2012 e está em consonância com a ideia de fluxo que permeia o trabalho da artista. Na ocasião,...

    Disponibilidade: Em estoque

    • Escultura
    • Data 2020
    • Técnica resina
    • Dimensões (A x L x P) 15 x 250 x 0,8 cm
    • Edição 15 + 1PA
    R$ 18.000,00
  11. "Paus de ouro"

    Shirley Paes Leme

    Partindo de uma pesquisa acerca da história do ouro na época do Brasil colônia, o trabalho “Paus de Ouro” trafega por uma matriz conceitual que relacionam a esfera do visível com a palavra.  A edição vem acompanhada de certificado de autenticidade numerado e assinado pela artista.

    Disponibilidade: Em estoque

    • Escultura
    • Data 2013
    • Técnica madeira com folha de ouro 18k
    • Dimensões (A x L x P) 10 x 42 x 8 cm
    • Edição 12 + 3PA
    R$ 12.000,00
  12. "Pertencimento"

    Shirley Paes Leme

    Shirley Paes Leme fez com exclusividade para a Carbono Galeria uma obra que pertence a série de frases fundidas em bronze que aparece frequentemente em suas exposições.  Esta obra é assinada e vem acompanhada de certificado de autenticidade numerado e assinado pela artista. 

    Disponibilidade: Em estoque

    • Escultura
    • Data 2019
    • Técnica bronze com pátina marrom
    • Dimensões (A x L x P) 15 x 110 x 0,8 cm
    • Edição 20 + 3PA
    R$ 16.000,00
  13. "Pulmão de Ouro e Ar da Cidade (díptico)"

    Shirley Paes Leme

    Concebido a partir da série “ar do mundo” iniciada em 1984, o díptico “Pulmão de Ouro e Ar da Cidade” é uma edição inédita produzida durante a pandemia do Covid19. Desenvolvido com folhas recolhidas e manipularas durante o período de isolamento, o trabalho segue a trilha dos interesses da artista em reconhecer os desígnios da natureza por meio de sua apropriação e intervenções poéticas. A materialidade simples e primordial de elementos naturais é transmutada, abandonando suas propriedades originais, para assumir novos sentidos...

    Disponibilidade: Em estoque

    • Escultura
    • Data 2020
    • Técnica ouro 22k e indian ink sobre folha de Bauhinia forficata em papel Fabriano Liscio 220g
    • Dimensões (A x L x P) 24 x 33 cm (cada)
    • Edição ilimitada
    R$ 9.000,00
  14. "Saudade"

    Shirley Paes Leme

    "Saudade" é uma palavra que não tem tradução em nenhuma outra língua. Desde que temos consciência de nos mesmos sentimos saudade. É um sentimento constante no ser humano. A edição é numerada, assinada e vem acompanhada de certificado de autenticidade numerado e assinado pela artista.

    Disponibilidade: Em estoque

    • Escultura
    • Data 2019
    • Técnica bronze
    • Dimensões (A x L x P) 35 x 15 cm
    • Edição 25 + 3PA
    R$ 9.000,00
  15. "Todo poder é perverso"

    Shirley Paes Leme

    A edição "Todo poder é perverso" foi desenvolvida pela artista em 2020 e é comporta por um rolo de 12 metros de etiqueta de tecido. É uma edição que pode ser exibida como objeto na parede ou se tornar interativa, sendo cortada em pedaços e distribuída. A edição vem acompanhada de certificado de autenticidade numerado e assinado pela artista.  

    Disponibilidade: Em estoque

    • Escultura
    • Data 2020
    • Técnica etiqueta de tecido
    • Dimensões (A x L x P) 12m
    • Edição 18 + 2PA
    R$ 3.000,00
  16. "Tudo é amor"

    Shirley Paes Leme

    Em “Tudo é amor” os gravetos recolhidos e fundidos em bronze, aproximam as formas orgânicas da natureza a uma grafia particular. Com afinidade genuína e espontânea com a realidade, o eixo poético de “Tudo é amor” está não apenas na apropriação da matéria, mas no reconhecimento da forma e seus desígnios. A materialidade simples e primordial de elementos naturais é transmutada assumindo novos sentidos. A edição vem acompanhada de certificado de autenticidade numerado e assinado pela artista.

    Disponibilidade: Em estoque

    • Escultura
    • Data 2019
    • Técnica bronze
    • Dimensões (A x L x P) 220 x 40 x 10 cm
    • Edição 10 + 3PA
    R$ 20.000,00
  17. "Viagens"

    Shirley Paes Leme

    Shirley Paes Leme fez com exclusividade para a Carbono Galeria uma obra que pertence a série de frases que aparece frequentemente em suas exposições, onde apresenta um poema relacional em alumínio fundido que parece derreter em face a uma fonte de calor, com possibilidades de cada pessoa criar o seu poema em cima dessa proposição feita pela artista. A obra é assinada e vem acompanhada de certificado de autenticidade.

    Disponibilidade: Em estoque

    • Escultura
    • Data 2017
    • Técnica alumínio fundido polido
    • Dimensões variáveis
    • Edição 10 + 3PA
    R$ 21.000,00
  18. "Arte"

    Shirley Paes Leme

    Shirley Paes Leme fez com exclusividade para a Carbono Galeria uma obra que pertence a série de frases fundidas em bronze que aparece frequentemente em suas exposições.  Esta obra é assinada e vem acompanhada de certificado de autenticidade numerado e assinado pela artista. 

    Disponibilidade: Sem estoque

    • Escultura
    • Data 2019
    • Técnica bronze com pátina preta
    • Dimensões (A x L x P) 12 x 65 x 1 cm
    • Edição 20 + 3PA
    EDIÇÃO ESGOTADA
  19. "Meu, Seu desejo"

    Shirley Paes Leme

    Shirley Paes Leme fez com exclusividade para a Carbono Galeria uma obra que pertence a série de frases que aparece frequentemente em suas exposições, onde apresenta um poema relacional em bronze que parece derreter em face a uma fonte de calor, com possibilidades de cada pessoa criar o seu poema em cima dessa proposição feita pela artista. Em "Meu, Seu desejo", a artista cria a possibilidade de trocar o pronome inicial para alterar a frase. Sendo assim, a obra tem duas versões: "meu desejo jorra dentro do seu mar" ou "seu desejo jorra dentro do meu mar". A obra é assina...

    Disponibilidade: Sem estoque

    • Escultura
    • Data 2018
    • Técnica bronze
    • Dimensões ( A x L) 14 x 110 cm
    • Edição 12 + 3PA
    EDIÇÃO ESGOTADA
  20. "Ninguém vai viver o seu sonho"

    Shirley Paes Leme

    Shirley Paes Leme fez com exclusividade para a Carbono Galeria uma obra que pertence a série de frases que aparece frequentemente em suas exposições. A artista apresenta uma instalação composta por palavras fundidas em bronze que parecem derreter em face a uma fonte de calor. "Ninguém vai viver o seu sonho" é uma frase da própria artista, que comenta: “Interessa-me o fato de a ambiguidade estar no centro dessa frase tornando-a poéticamente carregada de subjetividade. O pronome possessivo “seu” na construção desta frase, remete a significados que possibilitam interpretações ambíguas. Não há literatura sem ambiguidade. E isto, em minha visão, é fundamental para qu...

    Disponibilidade: Sem estoque

    • Escultura
    • Data 2016
    • Técnica bronze
    • Dimensões (A x L x P) 14 x 110 x 0.6 cm
    • Edição 20 + 3PA
    EDIÇÃO ESGOTADA
  21. "Os dias"

    Shirley Paes Leme

    Shirley Paes Leme fez com exclusividade para a Carbono Galeria uma obra que pertence a série de frases que aparece frequentemente em suas exposições. A artista apresenta uma instalação composta por palavras fundidas em bronze que parecem derreter em face a uma fonte de calor.  Esta obra é assinada e vem acompanhada de certificado de autenticidade. 

    Disponibilidade: Sem estoque

    • Escultura
    • Data 2019
    • Técnica bronze
    • Dimensões (A x L x P) 15 x 110 x 1 cm
    • Edição 20 + 3PA
    EDIÇÃO ESGOTADA
  22. "Sem os seus olhos eu não saberia ver"

    Shirley Paes Leme

    A edição "Sem os seus olhos eu não saberia ver" se relaciona com a alteridade. Só existo porquê tem o outro. A edição é numerada, assinada e vem acompanhada de certificado de autenticidade numerado e assinado pela artista.

    Disponibilidade: Sem estoque

    • Escultura
    • Data 2019
    • Técnica bronze
    • Dimensões (A x L x P) 140 x 15 cm
    • Edição 20 + 3PA
    EDIÇÃO ESGOTADA
  23. "Você derramou estrelas no meu caminho"

    Shirley Paes Leme

    Shirley Paes Leme fez com exclusividade para a Carbono Galeria uma obra que pertence a série de frases que aparece frequentemente em suas exposições. A artista apresenta uma instalação composta por palavras fundidas em bronze que parecem derreter em face a uma fonte de calor.  A obra é assinada e vem acompanhada de certificado de autenticidade. 

    Disponibilidade: Sem estoque

    • Escultura
    • Data 2017
    • Técnica bronze
    • Dimensões ( A x L) 14 x 135 cm
    • Edição 20 + 3PA
    EDIÇÃO ESGOTADA

Shirley Paes Leme

23 Iten(s)

   

Cachoeira Dourada (GO), 1955 | Vive e trabalha em São Paulo (SP).

O trabalho de Shirley Paes Leme é feito através de uma carga memorial com o resgate da vivência rural fazendo uso dos objetos da fazenda, principalmente, da cozinha da fazenda (o fogo, a fuligem, a fumaça, a mesa) e do campo (galhos, barro, bananeira), lugares em que a artista nasceu e viveu. Na produção de Shirley as formas de expressão são diversas e incluem instalação, vídeo, desenho, escultura e gravura. Seu interesse está no que a própria artista chamou de “resíduos do mundo” - repetição e singularidade, banalidade e preciosidade, familiaridade e estranheza - as linguagens empregadas por ela são apenas uma forma de lidar com estes resíduos.

Shirley deu aula e alfabetizou os trabalhadores da fazenda em que nasceu aos nove anos de idade, fato que tem influência em seu trabalho até os dias de hoje e justifica a escolha de continuar dando aulas. Em 1983 a artista recebeu uma bolsa de estudos e mudou-se para os Estados Unidos, nesta época entrou em contato com materiais e conceitos desconhecidos ainda no Brasil e se familiarizou com a apropriação e manipulação de objetos na arte. O uso de objetos cotidianos como galhos, linhas e barbantes foi inserido de forma tridimensional e com pouca manipulação, ação esta incomum para os artistas brasileiros na época.

Na década de 1990, ocorreram importantes exposições da artista em países como Alemanha, França, Porto Rico, Israel e Espanha, e em diversos estados brasileiros, como Rio de Janeiro, Pará, Paraná e Paraíba. Isso possibilitou que a obra de Shirley desse o passo inicial para as primeiras participações em bienais internacionais, como a "VIII Bienal da Polônia" (como representante do Brasil), em Varsóvia, em 1995; e como a única brasileira na "XV Bienal Internacional de Lausanne", na Suíça, em 1992. Em 1996 fez uma exposição individual na Galeria Debret, em Paris. "Deux Artistes Brasiliense" era composta por várias esculturas de gravetos expostas junto com esculturas de Amilcar de Castro, seu professor na graduação em artes plásticas na UFMG, em Minas Gerais. A artista relata que Amilcar sempre a instigou a trabalhar com a linha, seja esta linha expressa pelo desenho, escultura, instalação, etc.

Entre suas exposições individuais mais recentes destacam-se: "Parênteses : ( )", na Galeria Bolsa de Arte, Porto Alegre, 2016; "Quando Atitutes (trans)formam", na Galeria do Centro Cultural Minas, Belo Horizonte, 2015; "Microhistórias diárias", na Galeria Bolsa de Arte, São Paulo, 2014; "Silencioso e Incerto", na Matias Brotas Arte Contemporânea, Vitória, 2012; "Água Viva", Museu Vale, Vitória, 2012; "Incerto limite", na Galeria Bolsa de Arte, Porto Alegre, 2012, entre outras. E entre as mostras coletivas destacam-se: "Natureza Franciscana", MAM-SP, 2016; "X Bienal do Mercosul", Porto Alegre, 2015; "InterAktion", Sacrow Kunstausstellung, Potsdam-Sacrow, Alemanha, 2015; "Afetividades Eletivas", Galeria do Centro Cultural Minas, Belo Horizonte, 2014; "Exemplos a seguir!", Capilla del Arte, Puebla, México, 2013; "O Artista como Autor / O Artista como Editor", Museu de Arte Contemporânea de São Paulo - MAC/USP, 2013,2014; entre outras.

Seu trabalho faz parte de importantes coleções no Brasil e no exterior, tais como: MAM-SP; Museu Nacional em Aalborg, Dinamarca; Pinacoteca da cidade de São Paulo; Instituto Cultural Itaú, São Paulo; Gilberto Chateaubriand, Rio de Janeiro; Bernardo Paz, Inhotim, Minas Gerais; Museu de Arte de Brasília, Brasília; entre outras. Sua última participação foi na exposição “Natureza Franciscana” em cartaz até 6 de maio no MAM-SP. 

TOPO