Wishlist
R$ 0,00
(0) item(s)

Você não tem itens no seu carrinho de compras.

rebeccasharp
Rebecca Sharp
Comprando Por

Filtros selecionados

  1. Categoria: Remover este filtro Escultura

Produto adicionado no carrinho x

Rebecca Sharp

Rebecca Sharp

Rebecca Sharp

  • “Tools for the Wonder Land” | 2021 | Mendes Wood, Bélgica “Tools for the Wonder Land” | 2021 | Mendes Wood, Bélgica
  • Caixa de Pandora | 2022 | KURA by Camila Yunes, São Paulo Caixa de Pandora | 2022 | KURA by Camila Yunes, São Paulo
  • Caixa de Pandora | 2022 | KURA by Camila Yunes, São Paulo Caixa de Pandora | 2022 | KURA by Camila Yunes, São Paulo
  • “Tools for the Wonder Land” | 2021 | Mendes Wood, Bélgica “Tools for the Wonder Land” | 2021 | Mendes Wood, Bélgica
  • Trago a Mensagem do Destino | 2020 | Sé Galeria, São Paulo | foto: Everton Ballardin Trago a Mensagem do Destino | 2020 | Sé Galeria, São Paulo | foto: Everton Ballardin
Trago a Mensagem do Destino | 2020 | Sé Galeria, São Paulo | foto: Everton Ballardin

Rebecca Sharp

1 Iten(s)

   

  • "Spore"

    Escultura
    (A x L x P) 39 x 5 x 5 cm
    R$ 4.500,00

    Rebecca Sharp

Rebecca Sharp

1 Iten(s)

   

1976, São Paulo, Brasil |  Vive e trabalha entre Brasil e EUA. 

Em seu processo poético-espiritual, combina práticas pictóricas e meditativas. Sua obra trata de uma variedade de planos astrais, mundanos e, atualmente, o encontro deles: mundos insólitos recobertos por abismos em matizes vívidos que convivem de modo vibrante. As telas funcionam como mensagens codificadas, provenientes de seu espaço anímico. Suas delicadas composições surreais surgem quase instintivamente uma vez que o tema inicial se mostra. Segundo Rebecca, "o que percebo hoje é que o trabalho do artista consiste em criar e intervir em universos não visíveis. Muito antes da pintura estar pronta, a criação e a dissolução de uma galáxia já aconteceram. A obra em si é o mantra condensado, visível e tátil do que não pode ser explicado. É um diário de bordo, um documento terreno, uma chave de ignição". 

Rebecca formou-se em teatro e artes dramáticas na Goldsmiths, da Universidade de Londres. Em 2018, participou da 33.ª edição da Bienal de São Paulo, “Afinidades Afetivas”, na sessão de curadoria de Sofia Borges. Em 2019, esteve em residência no renomado Instituto de Artes da Califórnia. Em 2021, fez a exposição individual “Tools for the Wonderland” (Mendes Woods, Bruxelas) e, em 2020, fez sua primeira exposição individual, “Trago a mensagem do destino”, na Sé Galeria, com curadoria de Tiago de Abreu Pinto.

TOPO