Wishlist
R$ 0,00
(0) item(s)

Você não tem itens no seu carrinho de compras.

Produto adicionado no carrinho x
  • A Carne | Adriana Varejão A Carne | Adriana Varejão
  • A Carne | Adriana Varejão A Carne | Adriana Varejão
  • A Carne | Adriana Varejão A Carne | Adriana Varejão
  • A Carne | Adriana Varejão A Carne | Adriana Varejão
  • A Carne | Adriana Varejão A Carne | Adriana Varejão

Adriana Varejão +

"A carne" (cód. 12148)

Seja o primeiro a avaliar este produto

  • Gravura
  • Data 2023
  • Técnica xilogravura
  • Dimensões (A x L) 64 x 35,5 cm
  • Edição 20

"Adriana Varejão realizou uma xilogravura, impressão que se obtém cortando diretamente uma chapa de madeira, produzindo uma imagem semelhante as postas de “charque” das laterais arrebentadas de suas “paredes”. Suas obras que entretecem pintura com escultura e arquitetura, que aludem diretamente ao custo humano das construções, dizem respeito ao modo como impregnamos tudo e, em consequência, somos também impregnados. As coisas estão vivas, lembra Adriana, que corta a madeira como um pedaço de carne e dela extrai uma imagem sanguínea."

Agnaldo Farias

 

A edição vem acompanhada de certificado de autenticidade numerado e assinado pela artista.

Mais obras deste artista

Adriana Varejão

Rio de Janeiro (RJ), 1964 | Vive e trabalha no Rio de Janeiro (RJ), Brasil.

Adriana Varejão iniciou sua carreira nos anos 1980, desenvolvendo desde cedo uma linguagem vigorosa e muito singular. Pintora por excelência, transita também por outras mídias como fotografia, gravura, instalação. A artista alarga os limites da pintura, valendo-se de táticas barrocas como simulação, justaposição e paródia para
criar obras híbridas que dialogam constantemente com a arquitetura e a escultura. Azulejos barrocos ou ordinários, carnes e cortes, seres míticos ou imaginários fazem
parte do rico léxico que a artista utiliza para contar suas histórias. Poético e político, seu trabalho joga luz sobre referências culturais diversas, subvertendo conteúdos e
discursos da história dita oficial e nos abrindo constantemente para novas possibilidades tanto narrativas quanto formais.


Ao longo de quase quatro décadas, Varejão ganhou mostras de destaque nos principais museus do Brasil e em grandes instituições internacionais. Suas exposições
individuais recentes incluem Adriana Varejão: Suturas, fissuras, ruínas, Pinacoteca de São Paulo, São Paulo, Brasil (2022); Talavera, Gagosian, Nova York, USA (2021); Por
uma retórica canibal, MAM – Museu de Arte Moderna de Salvador; MAMAM — Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães, Recife, Brasil (2019); Otros Cuerpos
Detrás, Museo Tamayo, Cidade do México, México (2018); Transbarroco, The Sowden House, Los Angeles, (2017); Kindred Spirits, Dallas Contemporary, Dallas, USA (2015). Participou de inúmeras mostras coletivas no Brasil e em vários outros países. Esteve presente em bienais como as de São Paulo (1994 e 1998), SITE Santa Fe, Novo México (2004), Bucharest (2008); Istanbul (2011); Coimbra, Portugal (2015). Adriava Varejão recebeu o Prêmio Mário Pedrosa (artista de linguagem contemporânea), da Associação Brasileira de Críticos de Arte (ABCA) e o Grande Prêmio da Crítica, da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) pela exposição “Histórias às margens”, realizada entre 2012 e 2013 no MAM-SP, MAM-Rio e no MALBA, em Buenos Aires.


Sua obra está presente nas coleções do Instituto Inhotim, Brumadinho, Minas Gerais (pavilhão permanente); Pinacoteca do Estado de São Paulo; Museu de Arte de São
Paulo (MASP); Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM RJ); Museu de Arte do Rio (MAR); TATE (Londres); Fundação Cartier (Paris), Fundação la Caixa (Barcelona); Stedelijk Museum (Amsterdam); Fundação Serralves, Porto; Museu de Arte Moderna de Sintra, (Portugal); The Metropolitan Museum; Solomon R. Guggenheim (Nova York), Museum of Contemporary Art San Diego, L.A.; Dallas Museum of Art, Texas (USA); Hara Museum, Tóquio (Japão). 

Galerias representantes

Galeria Fortes D'Aloia & Gabriel, São Paulo

Victoria Miro, Londres, Inglaterra

Gagosian Gallery, Nova York, E.U.A.

Destaques da carreira

Adriana Varejão

  • “Adriana Varejão” | 2014 | Institute of Contemporary Art (ICA), Boston, EUA | foto: Charles Mayer “Adriana Varejão” | 2014 | Institute of Contemporary Art (ICA), Boston, EUA | foto: Charles Mayer
  • "Adriana Varejão: Kindred Spirits" | 2015 | Dallas Contemporary, Texas, EUA | foto: Kevin Todora
  • “Histórias às Margens” | 2013 | Museu de Arte Moderna (MAM), RJ | foto: Eduardo Ortega “Histórias às Margens” | 2013 | Museu de Arte Moderna (MAM), RJ | foto: Eduardo Ortega
  • “Pavilhão Adriana Varejão” | 2008 (data abertura do pavilhão permanente) | Intituto Inhotim, MG | foto: Eduardo Eckenfelds “Pavilhão Adriana Varejão” | 2008 (data abertura do pavilhão permanente) | Intituto Inhotim, MG | foto: Eduardo Eckenfelds
  • “Chambre d’échos“ | 2005 | Fundação Cartier, Paris (França) | foto: Patrick Gries “Chambre d’échos“ | 2005 | Fundação Cartier, Paris (França) | foto: Patrick Gries
“Chambre d’échos“ | 2005 | Fundação Cartier, Paris (França) | foto: Patrick Gries
TOPO